quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Conteúdo Publicitário

Até 55% off em eBooks acadêmicos de A a Z na Amazon

http://amzn.to/2sseHmS


Aproveitando a volta às aulas, a Amazon está promovendo um novo descontão de A a Z. São centenas de títulos de diversas categorias, como Publicidade e Propaganda, Redação Publicitária, Marketing Digital, Jornalismo, Medicina, Administração, Mídias Digitais, Informática e muito mais, com até 55% de desconto!
Não perca a oportunidade de comprar seus eBooks acadêmicos com até 55% off na Amazon e economizar em seus estudos. Mas se apresse, porque a promoção é válida somente até 25/02/2018 no site da Amazon.
Clique na imagem acima, ou acesse o link direto da página da Amazon e garanta logo seu eBook acadêmico com até 55% de desconto: http://amzn.to/2sseHmS
Boas compras!

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

FRAMES-RETRÔ: “Curtindo a Vida Adoidado” – Quem nunca quis ter o dia de folga de Ferris Bueller?

Fábio Pereira
xanderfbi@hotmail.com


Quando se fala do cinema oitentista americano é quase impossível não citar o saudoso John Hughes. Diretor, produtor e escritor de películas que, em sua maioria, povoavam o mundo adolescente e a rotina escolar, ele criou muitas pérolas que exploravam essa específica fase da vida de todo ser humano e, é claro, expondo conflitos, paixões, rebeldia, desafio às regras e uma excelente dose de humor saudável. De todos os filmes que Hughes esteve envolvido, talvez o mais icônico seja o do famoso “Dia de Folga” de um certo adolescente, que era tão popular que conseguiu mobilizar quase uma cidade inteira sob a alegação de um falso transplante de rim ("Save Ferris"). Sim, caros leitores do Frames da Imaginação, estou falando de Ferris Bueller’s Day Off - traduzido por aqui como Curtindo a Vida Adoidado – uma produção que, mesmo após 32 anos (!) de lançamento, ainda permanece atemporal e extremamente divertida.
Abe Froman - O rei da salsicha de Chicago
Sob a direção de Hughes (que escreveu o roteiro em apenas 6 dias) numa época em que, nos EUA, a “Geração MTV” estava com força total e ávida por quebrar as regras, o filme foi um tremendo sucesso. Esse é um dos motivos pelo qual Curtindo a Vida Adoidado permanece tão atual, mesmo numa era extremamente conectada em um mundo que, a cada dia, fica mais digital e menos pessoal, pois muitos adolescentes de hoje ainda mantêm vivos em suas mentes os desejos primordiais de décadas passadas. E é exatamente isso que o personagem vivido notavelmente por Matthew Broderick concretiza, sob uma notável aura de malandragem e uma boa dose de sorte a tiracolo.
Ferris e seus parceiros no crime
Ferris engana seus pais com uma falsa doença (e ainda ensina como fazê-lo), cabula aula (o que deixa o diretor de sua escola em seu encalço) e, na companhia de sua namorada (Mia Sara, de A Lenda – 1985) e seu melhor amigo (Alan Ruck, do faroeste Jovens Demais Para Morrer – 1990), tira um Dia de Folga de fazer inveja a muita gente, a bordo de uma magnífica Ferrari. Eles almoçam num restaurante chique, admiram obras de artes num museu, visitam o prédio mais alto de Chicago, dão uma passada na Bolsa de Valores, assistem a um jogo de Beisebol, e é claro, participam de um desfile de rua (na cena mais memorável de toda a película).
Curtindo a Vida Adoidado é um filme que simboliza, em sua essência, a liberdade que todos procuramos e John Hughes, que parecia ter aquele “Toque de Midas” quando se tratava de teen movies, conseguiu transmitir essa emancipação a cada frame e cada diálogo da produção.
Quem nunca quis ter um Dia de Folga igual ao de Ferris Bueller? Eu, sempre!



Curiosidades sobre o filme

A arte imitou a vida ou a vida imitou a arte?
 - Para produzir a aparência de um usuário de drogas, Charlie Sheen passou mais de 48 sem dormir antes de filmar sua participação no filme;


Destruindo seu sonho de consumo em 3, 2, 1...
 - A famosa Ferrari vermelha não era um veículo original da escuderia italiana. Como era muito caro alugar uma, foram feitas três réplicas com chassis de Mustangs, cobertos com carrocerias de fibra de vidro;


Mas ô troço caro!
 - Ferris lamenta não ter um carro, mas tinha um Sintetizador, que custava US$ 8.000,00 em 1984 (!);


John Bender andou por essas escadas
 - A escola fictícia que aparece no filme (Shermer High School) é a mesma de outros dois filmes de John Hughes: Gatinhas e Gatões (1984) e O Clube dos Cinco (1985);


#Tenso
 - Há anos existe uma teoria que Ferris era somente o fruto da imaginação de Cameron, que o criou porque não tinha amigos e era incapaz de enfrentar seu pai. Então, todo o filme teria se passado apenas na mente de Cameron, que estava em sua cama, doente;



-Há cenas adicionais durante e ao final dos créditos.


Citações
“É legal saber que tenho pais tão adoráveis e cuidadosos.” – Ferris Bueller.

“Como é que esperam que eu vá à escola num dia como este?” – Ferris Bueller.

“A vida passa bem depressa. Se, de vez em quando, você não parar para aproveitar, vai acabar não vivendo.” – Ferris Bueller.

“Ferris, meu pai ama esse carro mais que a própria vida.” – Cameron.

“Se você tivesse acesso a um carro igual a esse, iria querer devolvê-lo correndo?... Nem eu!” - Ferris Bueller.

“Les jeux sont faits. Tradução: o jogo acabou. Seu rabo é meu!” – Rooney.

“A – Você nunca pode ir longe demais. B – Se eu vou ser preso, não vai ser por causa de um cara desses.” - Ferris Bueller.



Curtindo a Vida Adoidado (Ferris Bueller’s Day Off, EUA, 1986). Elenco: Matthew Broderick, Alan Ruck e Mia Sara. Direção: John Hughes.



TRAILER



Fotos: Divulgação/Internet.
Informações adicionais: IMDB. 


OFERTAS

http://acesse.vc/v2/241849e72a
COMPRE O DVD

Camiseta Filme Clássico VHS 

Curtindo A Vida Adoidado Cinza Masculina

http://acesse.vc/v2/24642cb15c
EM OFERTA

Almofada Redonda Filme Clássico VHS 

Curtindo A Vida Adoidado 45cm

PREÇO PROMOCIONAL

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Gif do Dia

Praticando a "tolerância" com Rorschach



"Eu não estou preso aqui com vocês. São vocês que estão presos aqui comigo."