sexta-feira, 17 de setembro de 2010

FRAMES-CRÍTICA: Os Homens que Encaravam Cabras - Pra rir bastante

Fábio Pereira (xanderfbi@hotmail.com)

O título do filme é esse mesmo que você leu. “Os Homens que Encaravam Cabras” é uma comédia muito divertida, que até então passou despercebida por muitos, mesmo com um elenco de peso como George Clooney, Ewan McGregor, Kevin Spacey e Jeff Bridges.
Em uma clara analogia contra a Guerra no Iraque, a trama conta a história do jornalista Bob Wilton (Ewan MGregor, de A Ilha), que foge para aquele país estrangeiro a fim de superar o fim de seu casamento. Lá, conhece Lyn Cassady (George Clooney, em atuação inspirada), ex-integrante do exército Terra Nova, um projeto do exército americano que recrutava soldados com “poderes paranormais” para missões especiais, sendo intitulados de “Jedi”. A trama ganha ritmo com a união dos protagonistas que entram de corpo e alma numa missão incerta, porém com alguns obstáculos.
A grande sacada do filme, além da clara citação à saga Star Wars, de George Lucas, é saber transmitir como seria se uma unidade militar - do todo poderoso exército americano - fosse desenvolvida com a cultura hippie, pregando paz e amor e o uso de armas não letais, além é claro, da utilização dos supostos, mas duvidosos, poderes psíquicos de seus membros, como o de poder parar o coração de uma cabra com a força do pensamento.
Em uma das cenas mais divertidas do filme, Clooney começa a separar as nuvens do céu apenas com sua mente, só para relaxar.
Apesar de perder ritmo quase ao final da trama, “Os Homens que Encaravam Cabras” se mostra divertido e imperdível, além de bastante original.


Os Homens que Encaravam Cabras (The Man Who Stare At Goats, EUA, 2009). Elenco: George Clonney, Ewan McGregor, Jeff Bridges e Kevin Spacey. Direção: Grant Heslov.


Nota – 7,5 Frames

Pontuação
01 a 02 Frames – Ruim
03 a 04 Frames – Regular
05 a 06 Frames – Bom
07 a 08 Frames - Ótimo
09 a 10 Frames - Obra Prima




TRAILER LEGENDADO





OFERTAS

COMPRE O DVD



Post atualizado em 20/03/2018.

Um comentário:

Dentro da Bota disse...

Ainda nao assisti....


Saluti di Roma
gioconda