quinta-feira, 10 de outubro de 2013

FRAMES-CRÍTICA – Viagem à Lua de Júpiter: um grupo de astronautas rumo ao desconhecido



Fábio Pereira




Parece que a onda de filmes sobre astronautas e exploração espacial voltou à moda, com força total. Porém, antes da estreia do aguardado Gravidade, com Sandra Bullock e George Clooney, eis que uma produção, sem tanto alarde, já vem conquistando boas críticas mundo afora. Viagem à Lua de Júpiter (Europa Report) ganha muitos pontos positivos pela mistura de documentário (pseudo, é claro), ficção científica sem exageros, e doses de suspense que deixam o espectador ligado até sua chocante conclusão. Longe de ser uma superprodução americana, o thriller possui uma história bem construída, que mostra boas atuações dos protagonistas (não tão conhecidos do grande público) e situações, se não críveis, mas bem próximas de um futuro não tão distante. Aliados a isso, o estilo documentário com toques de reality show, mais os dramas enfrentados pela tripulação da nave, transmitem uma cumplicidade que culmina numa empatia total com a audiência.

“Desde 1972 o homem não é mandado em uma missão ao espaço”.
Com essa afirmação, dada por um dos protagonistas do filme e, com os atuais planos da NASA para uma futura colonização de Marte em alta no momento - os candidatos enfrentarão uma viagem só de ida ao Planeta Vermelho - Viagem à Lua de Júpiter pega carona nesse recente interesse, com a subtrama da procura por vida inteligente em nossa própria galáxia, mesmo que sejam micróbios.

Mas, vamos à trama: um grupo internacional de astronautas viaja até Europa, umas das luas de Júpiter, para tentar encontrar sinais de vida abaixo da camada de gelo que envolve aquele satélite natural. Durante o percurso, que leva mais de dois anos, alguns incidentes ocorrem, como a perda de comunicação com a Terra, fazendo com que os desbravadores prossigam sozinhos em direção à missão, que os aguarda com uma ameaça desconhecida.

Sem pecar com excessos de modismos e artimanhas dos filmes de suspense, Viagem à Lua de Júpiter convence pela abordagem pé no chão, além das atuações simples, honestas e verdadeiras da tripulação heterogênea, formada por pessoas de diversos países.

Quanto ao mistério que envolve a trama, você terá de assistir até o final para descobrir do que se trata. Mas uma coisa eu posso afirmar: o filme vale a pena!



Viagem à Lua de Júpiter (Europa Report, EUA, 2013). Elenco: Christian Camargo, Daniel Wu, Embeth Davidtz. Direção: Sebastián Cordero.





Nota – 8 Frames

Pontuação
01 a 02 Frames – Ruim/03 a 04 Frames – Regular/05 a 06 Frames – Bom/07 a 08 Frames – Ótimo/09 a 10 Frames - Obra Prima



TRAILER


 


OFERTA

COMPRE O DVD


Post atualizado em 28/03/2018.

Um comentário:

Anônimo disse...

Gostei do filme, atualmente é um dos poucos que conseguem te prender no sofá até o final por não conseguir prever como vai ser o final.